Contos, livros e poesias

Eu Era Narciso

Eu tenho medo de me olhar no espelho e ver uma flor despedaçada e amargurada. Com as pétalas machucadas e ao acaso deixadas.


Alguém me amava e eu só ignorava.

Era uma flor ignorante e de amor próprio vivia. Fui tão cego que isso não percebia.


Mais agora as coisas mudaram, uma tempestade veio e de mim afastou quem tanto insistia em me dá valor.


Por que ontem choveu, a chuva me molhou, pingos escorreram pelo meu rosto e se perderam em algum lugar.


Ontem eu era narciso, agora que o vento me frustrou, a visão voltou e o coração meu próprio orgulho danificou.
A ignorância acabou e o vazio ficou.

_ Mary Cast

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s