Sem categoria

E ela o amou…

E ela chorou… Tantas vezes de amor. E ela sempre o amou.

E sozinha, a vaga por um mundo de dor e solidão em sua mente, ela chorou por ele, e ele jamais a amou como ela o amou.

Ela sempre o amou, com todo seu coração, escondeu em seu mais profundo interior, tudo aquilo que sentia.

Ele jamais percebeu por que não á amava da mesma forma que ela o amava.

E, triste, cansada, solitária, segurando uma rosa vermelha, a vagar por ai em busca dele, ela o mundo viu, sentiu e desfrutou. Mas sempre com aquela vontade de ter ao seu lado, aquele a quem amava.

E ela chorou… Tantas vezes de amor. E ela sempre o guardou em suas lembranças.

E sozinha ela ficou, na estrada da amargura a observar, seu grande amor partir pra longe sem ao menos para trás olhar.

E ela o amou… Ela sempre o amou. E com ela, em seu coração esse amor guardou.

Mais ele não tinha culpa, por que em silêncio ela o amou, em silêncio ela sempre ficou.

O tempo, as suas lágrimas calou e o seu amor se acabou. Ela nunca mais chorou…

_ Ela Sempre Amou.

Mary Cast

#Poesia #amor #solidão #partida

 

 

 

 

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s